05.05.2017
Nova eleição para governo do AM deve custar até R$ 17 milhões
A Nova eleição para governador do Amazonas deve custar entre R$ 14 e R$ 17 milhões, segundo a direção do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM). O pleito, que ainda não possui data definida, deve acontecer ainda em 2017 no estado. O Tribunal Superior Eleitoral decidiu nesta quinta-feira (4) manter a cassação do governador José Melo (PROS) e do vice Henrique Oliveira (SD) por compra de votos nas eleições de 2014.

De acordo com o diretor do TRE-AM, Messias Andrade, as decisões oficiais sobre a nova eleição para governador devem ser tomadas após a publicação do acórdão no Diário Oficial de Justiça.

"Reuni com os secretários, cada um na sua área, para fazer um pré-levantamento do que vai acontecer no pleito. Estimamos que as eleições fiquem em torno de R$14 e R$ 17 milhões. Liguei para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para falar sobre o custo, porque é um valor muito alto e não tem previsão orçamentária para executar isso", afirmou ao G1.

Segundo Andrade, custos devem ser arcados pelo TSE. "Devo estar indo para Brasília junto com a minha secretária de Administração e Orçamento para discutir um orçamento e discutir acerca da parceria com o Ministério da Defesa porque nas regiões de fronteira, a gente tem que ter o apoio do exército, e isso é mais um custo envolvido porque o exército trabalha tanto com a logística quanto com a segurança do pleito”, disse.

A direção afirma que a decisão de nova eleição é vista como negativa para o órgão, por conta da falta de efetivo para a realização de um pleito em alguns meses. "Para nós vai ser um pleito normal, a gente tem que fazer entrega de urnas, contratação de técnicos, então uma eleição que a gente leva um ano para planejar a gente vai ter que planejar ela em duas semanas, para executar ela no prazo que o TSE determina", contou.G1

VOLTAR
Untitled Document